quarta-feira, 23 de junho de 2010

Saramago,a Bíblia,e eu...

Ontem ainda se falava de Saramago,o “nosso” Nobel !
Eu também quero falar nele,e como ontem não me foi possível,será hoje. Aliás eu já há tempos que me apeteceu falar neste escritor,até me deu vontade de lhe mandar um email lá para Lanzarote,mas depois pensei e respondi a mim própria nestes termos; um Sr. sempre ocupado e com pouca saúde,tem lá paciência para aturar esta espécie vulgar de Lineu... (que sou eu)
Foi quando ele apresentou o livro intitulado Caím,e com a sua habitual e conhecida frontalidade disse que a Bíblia era um manual de maus costumes,e pormenorisou em poucas palavras a razão porque assim falava.
Não pude evitar um sorriso,quando a televisão nos trouxe a afirmação de Saramago conotada de blasfémia... É que eu há uns anos atrás pensei igual,depois de ler essa primeira parte da Bíblia: fiquei decepcionada com o que li, achei horrível! No entanto é valorisada pelos Padres e não só, grande número de Leigos,pessoas instruídas, cultas,erudítas até,encontram na Bíblia um valor que eu francamente não encontrei.
E então senti-me “aconchegada”com a opinião do nosso Nobel!
Recordo que a Bíblia descreve em pormenor digno de todo o crédito (porque segundo vozes mais altas,ali está toda a verdade) factos pavorosos,viganças, assassinatos,promiscuidade em larga escala,sofrimento infligido sem dó nem piedade,emfim,só desgraça moral e fisica:não encontrei ali nada descrito que enaltecêsse a paz ou apelásse à bondade, e...arrumei a Bíblia.
Manual de maus costumes? Sim!!! Saramago disse a verdade!
Hoje tenho pena,de não lhe ter mandado o email...


5 comentários:

Anónimo disse...

Eu também não gostei do que li no Velho Testamento.Saramago disse a verdade,só que estas verdades não agradam a algumas pessoas...
Mas,quem escreveu a Biblia,quem é o seu autor? Eu não sei,mas gostava de saber...

Lucilia Monteiro

Davis, o nosso shar pei disse...

Ó avó anda ver o meu blog,ão,ão!

Marco Rodriguéz disse...

Excelente texto.
Saramago foi um grande humanista e nos deixou um imenso legado literário!

dilita disse...

O meu obrigada a Marco Rodrigués,que do amigo Brasil visita o meu blogue,e dá a sua opinião.
Admiro muito Saramago como escritor,"consumo" os seus livros,e afirmo que ele é um valor em Portugal e em grande parte do mundo.Pertence à humanidade,e será "eterno".
Quanto a ter sido um humanista,já discordo.

Marco Rodriguéz disse...

Não concorda. Porque discordas então? Explique-me Dilita. Fiquei curioso pra resposta.