terça-feira, 5 de julho de 2011

Fatalidade é uma coisa. Incompetência é outra!!!

Eu prometi a mim própria não fazer mais comentários em relação à situação do nosso país,nem a casos graves que todos os dias os jornais nos mostram, e as televisões repetem de hora a hora.Prometi,mas não cumpri,e até estou a fazer um reparo em relação aos jornalistas pois parece quererem tirar partido das desgraças, insistindo em descrever e fotografar em pormenor, situações por vezes chocantes,e que eu iria jurar que não deve ser do agrado dos familiares das vitimas,e entendo que deveria haver mais recato e respeito,e não aquele arraial, passe o termo que é impróprio,mas agora não tenho outro.
Bem, mas eu não queria falar de coisas tristes,nem do governo, porque ele caiu,mas já se levantou outra vez, e já se vêem de novo sorrisos nos politicos porque tristezas não pagam dividas,e também porque não são eles que estão tristes.
No entanto é do dominio publico a situação aflitiva de grande parte da população portuguesa, muita tristeza abafada,muita lágrima escondida por vergonha,e muita miséria a todos os níveis,alguma exposta aos olhos de todo o transeunte. Todos lamentamos, e nada podemos,mas compreendemos e sentimos (mesmo que ao de leve) a desgraça alheia,e vivemos no receio porque " hoje aqueles,amanhã nós, ou um familiar, um vizinho,um amigo..." Todos estamos afinal no mesmo barco que é demasiado frágil.
Nesta perspectiva,fiquei pasmada quando à poucos dias ouvi ao Presidente da Républica assim de ânimo leve, estas palavras -O QUE ACONTECEU AO NOSSO PAÍS NÃO É UMA FATALIDADE!!!! Tudo se há-de resolver,etc... Fiquei a falar sózinha,não é fatalidade? Então o que é? Mas depois de me passar o pasmo,eu encontrei a razão.-O Presidente deixou fugir-lhe a boca para a verdade! Pois é! Fatalidade, é destino; acaso infeliz; funesto; algo inevitável; consequência desastrosa; desgraça que ninguém prevê e acontece, mas não há culpados.

Tem toda a razão o Presidente! Relativamente ao nosso país a expressão FATALIDADE é incorreta, porque a nossa crise tem culpados,e por isso o nome é outro,ou outros. Afinal todos sabiamos, só que não nos lembrávamos... Foi preciso o Presidente falar verdade...

Bem haja Sr.Presidente!!!!!!!!!!

3 comentários:

Flor Morenah disse...

Oie....que legal sua visitinha no meu cantinho...Estou aqui retribuindo e já sou sua seguidora...Adorei seu espeaço. Tudo muito bacana!!!Com muito prazer! Te aguardo também no http://www.flormorennah.blogspot.com....Ok?
Bjk e sucesso!

infernoriscadoagiz disse...

A narrativa de quem vive o cotidiano local dá maior força a uma realidade que pode estar um tanto distante de quem lê. Mais do que um relato jornalístico, a vivência do narrador cotidiano torna a experiência histórica um relato vivo.

dilita disse...

Agradeço o comentário.
Estou completamente de acordo com a sua opinião.
Volte sempre!