quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Insólito

Hoje tive outra surpresa, esta não foi de manhãsinha mas sim um pouco antes do almoço e não me agradou mesmo nada. Tinha terminado a confecção da comida, e começava a pôr a mesa, porque daí a pouco iriamos almoçar. Aguardava a chegada do meu marido que não tardou, indo de imediato ao meu encontro, mas bastante transtornado. E porquê? Porque uns cães o tinham atacado. Vinha de calça rôta, e arranhões na perna perto da nádega. Muito perturbado não sabia se devia ir ao centro médico ou se, se remediava na prata da casa...  Fui ver, não era mordedura, e assim mais uma vez fui promovida a enfermeira, (enfermeira de trazer por casa) e procedi ao tratamento assim: uma chuveirada e uma ensaboadela com sabão da roupa; depois três passagens com alcool com tres algodões limpos; e finalmente uma passagem com água oxigenada. A seguir o almoço e um cafésinho para activar, pois o homem estava mesmo abalado. Mas daí a uma hora já se confessava óptimo, e no local de trabalho a laborar.
Mas também este incidente não aconteceu por acaso... infelismente há pessoas que gostam de manter débitos indefenidamente. O meu marido decerto estaria bem disposto, e decidiu passar pela residencia dum desses "que gostam de ser recordados..." assim poupava-lhe passadas, e recebia, caso ele quisesse pagar. Mas nem o chegou a ver, os cães anteciparam-se e da pior forma. Valeu ter ali o carro, se assim não fosse teria sido bem pior.
E agora pergunto eu - e se fosse uma criança?
Que imprudência terem estes animais soltos...
E.mais não digo.


Aqui o estrago produzido pela pata do cão...
Convenhamos que era preferível ter ficado em casa quietinho...
além do grande susto e indisposição, ainda sobrepôs outro prejuiso.



 

10 comentários:

Viviana disse...

Querida Dilita

Mas que coisa!
É incrível como as pessoas não respeitam a leis em vigor...neste caso, sobre o "ter-se cães".
Volta que não volta, lemos e ouvimos notícias sobre graves desgraças provocadas pelos cães.

Creio que se terá que ser mais rigoroso...

Que susto!

Um abraço
Viviana

Lilasesazuis Gata disse...

Meu Deus!!

Dilita, volto logo mais...bjim, Lígia

Lilasesazuis Gata disse...

Dilita, querida,

Que susto!!

É muita irresponsabilidade deixarem os animais assim soltos.

Imagino o susto de todos vocês.

Eu tenho 4 cadelinhas. Estou sempre atenta para que não saiam quando abrimos os portões.

Será que esses animais eram vacinados?

Espero que seu marido esteja bem e refeito do transtorno!!

beijinhos,

tenha uma boa noite,

Lígia e =^.^=

Manuel disse...

Os verdadeiros animais ficam escondidos detrás dos cães!
Ainda bem que acabou bem.

Nouredini.'. Heide Oliveira disse...

Cabe queixa contra o dono e pedido de ressarcimento.
Beijos

dilita disse...

Olá Viviana

Os cães descendem dos lobos,ninguém se devia esquecer desse vínculo.
Infelizmente é comum a alguns donos nem os educarem, nem evitarem que saiam para a via pública.
Alheiam-se das responsabilidades, depois dá nisto...

Beijinho, e obrigada.

dilita disse...

Amiga Ligia

Bem-vinda!

Já passou; mas não foi agradável. O meu marido é muito nervoso, ficou abalado.
Foram uns arranhões, ainda sangrou mas pouquito. Podia ter sido muito pior, nem quero pensar...
Beijinho

dilita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
dilita disse...

Caro Manuel

Tem razão.
A sua expressão está certíssima.
Obrigada.
Abraço.

dilita disse...

Nouredini querida,

Nós sabemos a que tinhamos direito,
porém, mais vale calar e pronto...

Beijinho.