domingo, 21 de novembro de 2010

A Cimeira! E a Fome?....

Actualmente os acontecimentos no nosso país surgem assim como se fôssem ondas,seguem-se depois as intermináveis borráscas,intercaládas por pequenas acalmías enevoadas e tristes que servem para descançar,dormitar e sonhar. Sonhar,mas acordar em pesadêlo... Depois de nos ter sido dado de bandeja (finalmente) a informação de que o nosso país está a beira do abismo,quando ainda há dois meses atrás os ministros responsáveis pela finança e não só,sorridentes afirmavam que estava tudo no bom caminho,lá veio então nova onda com um “rebuçadito” que afinal haviamos crescido no ultimo trimestre umas míseras migalhas. Eu não entendo como é que estes politicos que só conseguem governar-se com muito,valorizam tanto esta infima subida,ao ponto de virem fazer gáudio de tal miséria...
Mas entretanto aconteceu a Cimeira!!!! Coisa de estrondo!!! e aí estamos nós a fazer de importantes,e quem viu chega fácilmente à conclusão de que não há tristeza nas nossas altas esferas,afinal só há é o mêdo dos mísseis,vindos lá de longe,e por isso há que acautelar,unindo-nos cada vez mais àqueles que têm razão, êsses sim, para recear retaliações; e nós pacátos pobretes,com tanto para nos preocupar e fazer dentro do nosso pobre rectângulo tão carênciado de tudo,não passâmos duns pacóvios a brincar ao “aí vem a guerra”. Antes que a guerra cá chegue,chegará em fôrça a fome,e essa vai aparecer sem mesmo se fazer anunciar em Cimeiras.

1 comentário:

Marco Rodriguéz disse...

Olá. Belo texto!
Quanto ao parar de escrever, não parei. Acho que ando pensando demais para escrever, deve ser por isso que está demorando o texto, mas ele já está quase pronto!]
abraços do Brasil!

Marco