sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Ainda haverá esperança?


Depois de ter postado aquele texto de assunto triste, eu encontrei este poema de esperança, e não resisti a colocá-lo aqui. Tenho a certeza que todos vós amigas e amigos, que gentilmente me visitam passando pelo meu birras, terão como eu a mesma opinião da autora. Um mundo sem guerra, só de amor....


E porque não...

Eu quero crer num mundo sem fome
eu quero crer num mundo sem guerra
eu quero crer na dignidade e na paz
eu quero ver justiça na terra

Quero ver crianças brincando
quero ver o mundo se desarmando
quero crer na liberdade
quero ver a humanidade se amando

Eu quero crer e quero ver
um mundo mais justo com cada cidadão
eu quero crer e quero ver
apenas um mundo mais irmão

Quero crer na justiça do homem
porque creio na justiça divina
quero crer num mundo melhor
porque creio num mundo que ensina

Quero ver um sorriso num rosto sem fome
quero ver sempre uma bandeira branca hasteando
não quero muito, apenas um pouco
apenas cada um se conscientizando

Conscientizando que o mundo é de todos
mesmo obedecendo à hierarquia
governantes respeitando seus governados
para que haja paz e harmonia

Só é preciso que todos creiam como eu
que o mundo não está perdido
só é preciso que todos queiram como eu
um tempo melhor para ser vivido

Não combater a violência com mais violência
não mendigar migalhas pra fome matar
não levantar armas, mas os braços para abraçar
não criar mendigos, mas oportunidade para trabalhar

Um só mundo, uma grande familia
em harmonia como o céu que vemos
assim deve ser o Universo terreno
se cada um de nós crêrmos mais

Naquele, que não vemos.

 

( Célia Jardim)

 


10 comentários:

Viviana disse...

Muito bonito!

Gostei.

Vou ver quem a Célia Jardim

Um beijo
Viviana

Eloah disse...

Lindo! Eu quero tudo isto também.Belo post minha querida.Amei.
A vida tem seus encantos.
Brisas e flores para você.Bjs Eloah

Lilasesazuis disse...

Ah, Dilita,

Que versos mais lindos e cheios de bons desejos.

Aqui em São Paulo, anda ondas de violências, ônibus queimados e pessoas (principalmente os militares, sendo assassinados ....) muito triste. Acho que todos desejamos, queremos Paz!!

Adorei sua presença bonita no meu blog, fico hiper feliz quando você manda mensagem, você é especial!!!

(li os emails, - já, já te respondo....)

Tenha um lindo dia, repleto de Paz!!

beijinhos,

Lígia, turminha e família
♥ˆ◡ˆ♥

Patrícia disse...

Lindo texto da Célia! E você Dilita tudo bem? Quanto tempo não nos visitamos!Deixo pra você um beijo e a Paz de Nosso Senhor jesus Cristo ♥

Kellen Bittencourt disse...

Olá Dilita, que bacana este texto, tbém acredito que o melhor é cultivarmos a chama da esperança em todas as situações! Abraçosss

dilita disse...

Olá Viviana.
Obrigada pela visita.
Um beijinho para si também.

dilita disse...

Eloah querida, benvinda! Não consigo entrar no seu blog...

Lindo o desejo da poetisa Célia Jardim. Nós também temos o mesmo querer...
Beijinho,e obrigada.

dilita disse...

Amiga Ligia

Eu também acho muito bonitos os versos da vossa poetisa. Ela é uma pessoa maravilhosa e extremamente modesta.Gostava de encontrar o blog dela...
Bom resto de semana. Não mando
beijinhos porque estou com uma enfadonha constipação.

dilita disse...

Patricia querida.
Obrigada por aparecer!
E também pelo bem que me deseja.
Muitas felicidades para si diáriamente.

dilita disse...

Olá Kellen!

Que seria a vida sem esperança? Temos de a cultivar para que seja eterna e viva em nós.
Tudo de bom para si.