domingo, 23 de fevereiro de 2014

Ainda a dita cuja...


Ai minhas amigas, eu sei que não vos convenço, porque estas imagens nada têm de belo, muito, muito mesmo, pelo contrário. No entanto, modéstia à parte porque fui eu a cozinheira, tenho de confessar que estava uma delícia...para quem gosta. Como diriam as nossas queridas amigas brasileiras, meu marido adorou... Eu ganhei em duplicado porque além do prazer da refeição, ainda recebi elogios. " A vida faz-se destes pequenos nadas..."

14 comentários:

Belinha Fernandes disse...

As bichas! As bichas feias! Para uns são um manjar, para outros uma praga. Eu dispenso. Nem gosto da côr, nem do cheiro, nem do sabor. Prefiro um singelo peixinho cozido com bróculos ou um polvo grelhado! São um animal muito curioso mas sem dúvida que as prefiro longe do meu prato.

Toca do trico e croche disse...

São estes pequenos nadas que fazem nosso dia a dia mais feliz !!!
Gostaria de provar um pouquinho...
Tenha um lindo domingo !

Beijinhos do Brasil !

Sonia Faria

Maria disse...

Pois é Dilita, acredito que estava delicioso...para quem gosta...Cá por casa o maridão gosta...mas não tem grande sorte comigo:))
Bjs
Maria

Mona Lisa disse...

Realmente, só para quem gosta.

Sem dúvida, que o bom da vida é feito de pequenos e simples momentos.

Beijinhos.

Ivone disse...

Amiga, realmente a vida é feita de momentos assim, eu não teria problema em provar, pois gosto de viver e só se vive quem experimenta de tudo, como dissestes em meu blogue, quando eu for aí em Portugal irei provar dessa sua especiaria!
O mundo é pequeno quando o sonho é grande né mesmo?
Criei essa frase agora, rs,meus abraços apertados pra ti minha amiga querida!

✿⊱Lilasesazuis✿⊱by Lígia✿⊱ disse...

Dilita, querida amiga,

Meu paizinho adorava comer tudo o que eu preparava!! Ás vezes saia muito mal de aparência e ele dizia; Aparência não enche barriga!!!

kkkkk...se teu esposo adorou...oras...que alegria!!!

Sabe que fiquei até com vontade de provar...hehehe...

Dilita, em breve te escrevo um email, obrigada pelo carinho de sempre!!!

beijinhos, Lígia, mamys e =^.^=

António Querido disse...

Essas ditas cujas, são uma delícia quando alguém as sabe cozinhar, comi duas vezes, a 1ª não gostei, a 2ª adorei, mas não morro de amores porque já me enganaram quando substituíram o seu próprio sangue pelo de frango.

dilita disse...

Para Toca do Trico e croche

Gostava que provásse...
Quem sabe, um dia pode calhar.
Grata pela visita.
Beijinho

dilita disse...

Amiga Maria

Então não acompanha o marido?! Cá por casa as filhas também não gostam.O primeiro comentário é da n/filha mais velha...
Abraço,e obrigada, venha sempre.

dilita disse...

Querida Lisa

Ou se gosta ou se detesta, em relação a esta comida, ouvi dizer a um Sr. aqui há uns tempos.

Gostei de a "ver" por cá.
Beijinhos

dilita disse...

Olá linda Ivone

Linda a frase que construiu num ápice...
Fico à sua espera...
Beijinho para si, e desejos de bem estar.

dilita disse...

Olá Ligia
Já tinha saudades, faz falta a sua "presença".
Seu paisinho tinha razão; estamos sempre a preocuparmo-nos com a aparencia... mas nem sempre vale a pena.

Como disse à Ivone, também fico à sua espera..............
Bom dia, por cá só chuva, e dia cinzento.
Beijinho

dilita disse...

Olá Sr. António Querido

Não sabia que se faziam essas trafulhices na confeção da lampreia.
Ainda bem que nunca a fui comer a algum restaurante.

Cá em casa é de confiança, e a cozinheira está aprovada há mais de oito anos em relação a este cozinhado.
Abraço,e obrigada pela vizita.

Viviana disse...

Querida Lígia

Mas deve ter ficado mesmo bom!

Esse arrozinho...

Eu sei, eu sei que se trata de "um petisco" muito apreciado por muita gente...

Um abraço
Viviana