domingo, 6 de julho de 2014

Martelo Vencedor

Hoje venho falar dum facto que  me deu satisfação, sei lá talvez até alguma vaidade, vaidade de mãe coruja. Só agora vou contar, mas aconteceu no mês passado, Junho mês dos Santos populares. E o assunto teve mesmo a ver com São João, que se festeja a capricho na Cidade do Porto. Do programa dos festejos fazia parte também um concurso de martelinhos. Outrora usava-se só o alho-pôrro, uma planta de haste comprida, terminada numa grande flor de tons de liláz. Ninguém naquela noite de arraial, passava sem levar um toque com a flor na cabeça, e algum mais ousado dava mesmo com o alho, que é grande, e não com a flor, na cabeça. Os mais tolos davam com a flor no nariz da gente, o que é bem desagradável e metia as pessoas a fugir! O que era tradicional era dar as ervas, como a cidreira, a cheirar. Mas já quase não se usa. Mas ninguém se zangava, porque era tradição, era festa, e quem dava recebia igual, tudo no meio de alvoroço saudável e muita alegria. Posteriormente com a invasão do plástico, alguém teve a ideia de construir um martelinho nesse material, nos anos 60, que veio para ficar. Há à escolha em várias cores, tem um sistema que faz barulho ao bater (na cabeça) e não magoa. Mas não acabou com os alhos, eles persistem, até porque o aroma é  intenso e único, não é agradável, e assim, alhos e martelos no S. João do Porto estão sempre presentes e em grandes quantidades.
Mas voltando ao concurso dos martelinhos-  a minha filha concorreu e ganhou o primeiro prémio
O martelo foi até notícia no jornal. Na foto estão os Presidentes das entidades promotoras e o Vereador a mostrar os martelos vencedores. Lê-se no artigo do Jornal de Notícias:"É caso para dizer que martelos há muitos, mas,estes dois, os que estão à vista na foto, foram os melhores entre as quase 200 propostas apresentadas ao júri do "Martelinhos de S. João",um concurso da Fundação da Juventude que,este ano, cumpre a sua terceira edição. Um deles, em 3D, imita a filigrana e usa o papel. Foi feito por Maria Isabel Fernandes, ausente da cerimónia."
Especifíca ainda que, está desenhado e construído segundo a técnica de filigrana de papel (quilling), o martelo 3D vencedor incorpora elementos caraterísticos do S. João, como é o caso do alho pôrro, do fogareiro,e, claro está, do Santo que dá o nome à festa. Refere-se ainda aos vencedores do 2º e 3º prémios, género dos trabalhos, e os seus nomes, e aos valores monetários atribuídos.
"Primeiro lugar, Categoria 3D, na 3ª edição do Concurso da Fundação da Juventude, Porto. Trabalho realizado em quilling (filigrana de papel). Na sua construção foram cortadas, enroladas e coladas cerca de 650 fitas de papel. O martelo incorpora os símbolos do São João - manjericos, um fogareiro com sardinhas a assar, o alho porro, um pequeno martelo e um balão, além do santo popular. As cores dominantes são verde-manjerico e azul-douro por razões óbvias! Escolhi esta técnica porque queria obter um produto final popular. O martelo remete claramente para as decorações sanjoaninas, muitas delas feitas em papel, e ainda para o floreado do ferro que adorna tantas varandas e portas da cidade do Porto, sem esquecer, também que a filigrana (mas em metais nobres) é uma arte tradicional no norte do país. Uma semana de trabalho, que incluiu aprendizagem, desenho e finalização." Belinha Fernandes

E aqui está o motivo de eu ter ficado contente. E quem não ficaría? 

16 comentários:

Mona Lisa disse...

Ficaste orgulhosa e com toda a razão!

E nós, blogueiras juntamo-nos à tua alegria!

O martelo está maravilhos/original.

Beijinhos à tua filha e para ti tb.

Ivone disse...

Que lindo, amei ler aqui, parabéns à sua filha, sim, muito orgulhosa e com razão!
Beijos linda amiga!

Rosangela disse...

Cada conquista de nossos filhos nos enche o coração de alegria e satisfação.
Parabéns.
Beijo.

Nouredini.'. Heide Oliveira disse...

Desta mãos hábeis e do belo e sensível gosto só bodia advir uma boa herança.
Parabéns!

Beatriz disse...

Olá ,Boa Noite

estava a pesquisar renda de bilros na internet...e vim ter ao seu blogue..:d

tenho 18 anos, recentemente estive ea ver os trabalhos que sao feitos em rendilheira e renda de birlos, desconhecia que esta arte existia e gostei muito gosto deste tipo de trabalho minucioso que requer algum tempo e paciencia, e apesar de nao conhecer ninguem que me ensine, ainda ei de aprender um dia...etou agora a começar a aprender crochet, queria saber fazer muitos dos pontos em crochet e fazer roupa, e aprender a fazer a renda de brilos e a rendilheira.

identifiquei-me consigo, pois tambem gostava saber fazer os moldes para a roupa e aprender bem a arte da costura, será melhor tirar um curso de modelagem ou tentar aprender sozinha?

a algum conselho que me possa dar?


Obrigada pela sua atenção, beijinhos

ATenciosamente
Beatriz

dilita disse...

Olá Lisa!
Obrigada por estar tão perto de nós...
Retribuímos os beijinhos.

dilita disse...

Amiga Ivone
Obrigada pelas suas palavras tão bonitas, e pelos parabéns.
Beijinhos para si, da mãe e da filha.

dilita disse...

Olá Rosângela querida!
Muito gosto tê-la por aqui. Agradecida pelas felicitações. São certas as suas palavras.
Beijinho.

dilita disse...

Olá amiga Nouredini!

Você me confunde com galanteios. Eu não sei que dizer, porque até gosto.
Ora, fingir, não é para mim...
Grata pelos parabéns.
Beijinho.

dilita disse...

Bem-vinda Beatriz pela vez primeira.

É muito nova, tem tempo para aprender a fazer coisas bonitas, e das quais diz gostar.

Não sei onde reside. Aqui em Portugal, existem escolas onde pode aprender a arte de corte e costura,baseados em técnicas geométricas.
Também para os bilros há escolas. Aprender sózinha levará mais tempo.

Se quiser mais pormenores, escreva para o meu email:-
Dilitafernandes@gmail.com
Beijinho, e volte sempre

José María Souza Costa disse...


CONVITE
Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
Eu também tenho um, só que muito simples.
Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
Força, Paz, Amizade e Alegria
Para você, um abraço do Brasil.
www.josemariacosta.com

Lilasesazuis Gata disse...

Ah, Dilita querida,

Como estás??

Feliz e com muita razão.

Aqui no Brasil, antigamente...(quando eu era criança...hehehe) brincávamos com os martelinhos de plástico que batidos nas cabeças, tocavam uma buzina...há tempos que não vejo...ou eu que não tenho prestado mais atenção!

Sua Belinha é criativa...uma artista.

Que originalidade nesse martelinho...muito fofo, mereceu os méritos.

Parabéns!!

Dilita, minha mamys te manda mil beijocas e eu também!!

Lígia, mamys e =^.^=

Viviana disse...

Querida Dilita

Mas que interessante!
Quanto trabalho e criatividade!

Parabéns ás duas...

Um abraço
Viviana

dilita disse...

Olá José Maria Souza

Bem-vindo pela vez primeira.
Volte sempre, agradeço.

Deixei "conversa" no seu blog.
Abraço.

dilita disse...

Bem-vinda Ligia, já sentia a sua falta.
Obrigada, Beijinhos.
Abraço forte em D.Aparecida, e Leila.

dilita disse...

Amiga Viviana,
Grata pela visita, e pelas felicitações. Aquilo foi um trabalhão, mas valeu a pena!

Beijinhos para si.