domingo, 16 de janeiro de 2011

A Campanha Eleitoral e as Despesas...

Estamos em pleno “arraial”. E qual? Sim, porque durante o ano acontecem vários, uns de pouca monta, outros de grande estrondo, nem precisam de foguetes. Refiro-me ao actual,o arraial que antecede as eleições. É ver aqueles senhores acompanhados dos convidados e amigos, lembram- me a galinha com os pintaínhos um quadro de ternura que se perdeu, pois já nem nas aldeias os pintos têm mãe.
Pois lá seguem os nossos candidatos em desfile, distribuindo sorrisos de ocasião ou melhor, sorrisos de momento, porque tudo aquilo é por de mais fantasia, é caça ao voto, é a pedinchice velada e habitual, e o povo ingenuamente aplaude e ... ri !
Dada a evolução da técnica que se operou a todos os níveis, e principalmente no campo da comunicação, não seria muito mais lógico tirar partido desse “bem”?
Toda a publicidade que os candidatos fazem de si próprios, incluindo promessas (que raramente cumprem) etc, não podia ser feita pelas televisões ? Para quê os tais passeios de terra em terra? Para se mostrarem? Já se mostraram e até demasiado. E ao final do dia as jantaradas, pois; coisa boa, passeio e comida certa! Não conseguem governar o país, mas não travam despesas! apregoam que não há dinheiro, fazem cortes em salários baixos, e em tudo o que lhes lembra,e dirão entre si o povo que aguente! E não sentem remorsos...
Oh Povo deste país, repara que estamos de tanga, não mimes com o teu sorriso ingénuo e franco, aqueles que de estômago aconchegado, não se preocupam se ainda tens pão, e só te sorriem uma vez, em tempo de eleições.

4 comentários:

Marco Rodriguéz disse...

Dilita. Belo texto de seu blogue!
Tais características escritas por ti são semelhantes ao Brasil, são praticamente iguais. Os políticos não mudam, seja qual país for, as características se assemelham...
Só um desordem pra inverter esta ordem...
Parabéns pelo texto!

dilita disse...

Obrigada Marco pela visita e felicitações.
O Brasil ainda pode melhorar,é um país rico.
Portugal é um pequeno rectangulo,bonito e pobre;e actualmente até pobre de valores humanos.
Onde estão os politicos isentos?..........

Marco Rodriguéz disse...

Queria saber também onde estão os políticos isentos, principalmente agora, depois da tragédia anunciada das chuvas que devastou algumas cidades do Rio de Janeiro...
Quanto ao texto de meu blogue, pretendo publicá-lo assim que terminá-lo. Ele está sendo escrito sob a forma de aforismos.
Saudações do Brasil.

Marco

Joaquim Pinto disse...

Ola Lilita, os meus cumprimentos.
Que belo texto descobri publicado no seu blog rendas e birras.
É com palavras expressas dotadas com valor apelando á desigualdade. pois os valores existem mas não chega para todos, mas não vamos com estas bonitas frases ditas pela Lilita iremos resolver, mas ficam a saber que somos pobres de dinheiro mas não de bom senso.

Joaquim Pinto