quarta-feira, 9 de abril de 2014

A Resposta...

A GARRAFEIRA DE ANTÓNIO LOBO ANTUNES


"Perguntam-me muitas vezes por que motivo nunca falo do governo nestas crónicas e a pergunta surpreende-me sempre. Qual Governo? É que não existe governo nenhum. Existe um bando de meninos, a quem os pais vestiram casaco como para um baptizado ou um casamento.

Existe um Aguiar Branco e um Poiares Maduro. Porque não juntar-lhes um Colares Tinto ou um Mateus Rosé?

É que tenho a impressão de estar num jogo de índios e menos vinho não lhes fazia mal".

António Lobo Antunes

Passei no MARCHA DO VAPOR, gostei destas opiniões, e perguntei ao amigo Rogério se podia trazer para o meu blog. Ele sempre me autoriza, e desta vez nem disse nada.Portanto este silêncio diz tudo "quem cala consente." 

8 comentários:

zito azevedo disse...

Não existe, claro, governo e seja do agrado do apreciador de taninos fortes...Tambem não sou particularmente apreciador de politicos nem de proclamados arautos da verdade única, por muito boa garrafeira que detenham!
O vinho, como a paciencia dos povos, tambem azeda!
Abraço de esperança,
Zito

Mona Lisa disse...

Totalmente de acordo!

Já tinha recebido por mail, mas adorei reler!


Beijinhos.

dilita disse...

Zito,

Ninguém deveria afirmar ser dono da verdade única, e dizer-se capaz de mudar o mundo para a perfeição total.
As ideias poderiam ser todas ouvidas,e de um pouco de cada uma, tudo junto nascer um bom rumo, uma verdade nova.
"Outupia da minha parte, claro...

Achei graça aos nomes,associados aos vinhos.
Abraço.

dilita disse...

Olá Lisa querida.

Eu nem aprecio nada este escritor, veja lá, emfim gostos são gostos...
Mas achei engraçada a expontaneidade, que até nem é para admirar, nesta pessoa de grande saber.
É a verdade infelismente, mas dita com humor.
Beijinhos, e bom dia.

Viviana disse...


Querida Dilita

Tenho uma opinião diferente da do escritor.

Concordo com esta sua ideia:

"Ninguém deveria afirmar ser dono da verdade única, e dizer-se capaz de mudar o mundo para a perfeição total.
As ideias poderiam ser todas ouvidas,e de um pouco de cada uma, tudo junto nascer um bom rumo, uma verdade nova"

Um abraço
Viviana

dilita disse...

Olá Viviana

Gosto de a ter por aqui.
Obrigada.

Beijinhos.

Manuel disse...

Por acaso tinha lido este belo pensamento.
De facto o desgoverno que temos só merece um carrascão da tasca mais nojenta deste país.
Boa Páscoa

dilita disse...

Obrigada Manuel, pela visita e comentário.

"Se eles quizessem, eu ensinava-lhes como se governa com pouco dinheiro..."

Abraço.