sábado, 11 de maio de 2013

Encontrei a Primavera

Num espaço de pouco tempo aconteceu esta maravilha. Fiquei surpreendida hoje ao transpôr a porta do edificio onde moro. De tal modo que voltei lá acima a casa, buscar a máquina para guardar esta riqueza; um presente da Natureza oferecido em silêncio, como se modesto fôsse...

7 comentários:

Ivone disse...

Que lindas flores, nossa, alegra a alma!
Belo post, abraços!

Lilasesazuis disse...

Dilita...

Abençoados seus olhos que veem essas belas flores como presente.

Tenha uma ótima semana, assim, toda floridinha!!

beijinhos,

Lígia e família

Belinha Fernandes disse...

Ah! Já voltaram a florir! Se eu aí estivesse também as fotografava. São muito engraçadas, parecem de veludo, e coloridas!

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Dilitamiga


Estou muito preocupado porque nuca mais vieste à nossa Travessa. E penso que não deves ter recebido o meu imeile em que contava a minha estranha doença. De repente, em minha casa a Raquel foi dar comigo sem falar, sem ouvir, sem me mexer. Naturalmente aflita chamou uma ambulância e levou-me ao Hospital de Santa Maria onde estive ou melhor estivemos pois a minha Raquel esteve sempre junto de mim durante onze horas! Bom, resumindo e concluindo, ali fizeram-me todas as análises ao sangue e à urina, uma TAC, um electroencefalograma e etc. No final das onze horas, o médico deu-me alta, mas finalmente eles não descobriram qual a causa da maldita doença. Tenho de dizer-te que foi um pesadelo, foi o pior dia da minha vida!!!!!!

Entretanto, e porque nunca mais voltaste à nossa Travessa não descobriste que eu iniciara uma nova secção: ORA AGORA, VIRA em que escrevo contos policiais, com muitos crimes e muito sexo. Creio que esta informação serve para te abrir o apetite e vás lá…

Por outro lado está lá colocado um novo PASSATEMPO/CONCURSO que tem como sempre os prémios das folhinhas indianas com figuras pintadas que talvez já tenhas recebido algumas por teres sido a vencedora de um outro. Se quiseres concorrer… concorre. Muito obrigado

Qjs

Henrique

dilita disse...

Olá querida Ivone.

Obrigada pela vizita e por valorisar como eu as flores. Estas são duma planta chamada orvalho, uma planta rasteira, gorda,e forte,pois suporta bem calor e frio, decerto é arraçada de cato.

Beijinho.

dilita disse...

Querida Ligia:

As flores são a maior maravilha do mundo.
Também para si boa amiga eu desejo tudo florido à sua volta, não só de flores mas de carinhos, e alegrias.
Beijinho.

dilita disse...

Olá Henrique.

Bem vindo seja.
A doença espera-nos... Há que vencê-la. E os Srs. de bata branca,vão tratar de pôr o Henrique ótimo, e apto para escrever as suas crónicas com regularidade. Ficamos à espera.
Abraço.